MGM hackeado


Salas trancadas e máquinas caça-níqueis inoperante...

Milhares de hóspedes de Las Vegas que optaram por se hospedar nos hotéis MGM Resorts encontraram problemas ontem. Máquinas caça-níqueis, caixas eletrônicos, transações eletrônicas e até chaves de quartos pararam de funcionar após o hack.

Se os visitantes do cassino pudessem simplesmente atravessar a rua e entrar em outro corredor, os que estavam na sala teriam mais dificuldade. A chave eletrônica parou de funcionar, o que significava que algumas pessoas não conseguiam sair da sala e outras não conseguiam entrar.

Não está claro como o ataque afetou os jogadores de pôquer. A MGM possui os maiores hotéis de Sin City: o Bellagio e o Aria Resort & Spa. Casino e MGM Grand Mandalay Bay, que hospeda séries regulares de pôquer. Embora os jogos a dinheiro sejam mais fáceis de resolver, os torneios são muito mais difíceis de resolver face a enormes falhas electrónicas.

No entanto, os proprietários reconheceram rapidamente o problema e começaram a procurar uma solução. E com a ajuda de especialistas.

“Nossa investigação está em andamento e estamos trabalhando para determinar a natureza e a extensão do ataque”, comentou a MGM.

Como soube um repórter da ABC News, a investigação não foi conduzida apenas pela MGM. O FBI está ativamente envolvido no caso.

“O FBI foi contatado pela MGM Resorts devido a um incidente de segurança cibernética que afetou a MGM Resorts. Os hóspedes relataram interrupções significativas nas operações”, relataram repórteres.

Este está longe de ser o primeiro ataque aos cassinos dos EUA. Hotéis em vários estados foram afetados este ano, mas não há precedentes para a escala da MGM. As operadoras possuem medidas de segurança de última geração e desabilitar a maioria dos sistemas não é fácil. Não está claro se o ataque afetou os dados pessoais de convidados e jogadores, mas a operadora prometeu manter a comunidade informada sobre sua investigação.

Salas trancadas e máquinas caça-níqueis inoperante...


Comentário (2)

  • Esse texto relata os problemas enfrentados por hóspedes dos hotéis MGM Resorts em Las Vegas, devido a um hack que paralisou diversas operações eletrônicas, como máquinas caça-níqueis e chaves de quartos. O FBI está envolvido na investigação do incidente de segurança cibernética, e ainda não se sabe se dados pessoais foram comprometidos.

  • O texto relata sobre um ataque cibernético aos hotéis da MGM Resorts em Las Vegas, que resultou em interrupções nas operações, afetando máquinas caça-níqueis, caixas eletrônicos, transações eletrônicas e chaves de quartos. O caso está sendo investigado tanto pela MGM quanto pelo FBI, e ainda não se sabe se os dados pessoais dos hóspedes foram comprometidos.

Deixe um comentário

© Todos os direitos reservados
[email protected]